As últimas de Tangamandápio

“Eu vou a Acapulco tomar banho de mar…”

Amizade à primeira vista

Posted by janacastanha89 em maio 5, 2009

ogaaaafvczp4xs31mrctbyuqzwyfvzotmdjflm7orizokchkdithtxzeeyzamdv2pzx_mmnudbl_qkkq8himzsmpusmam1t1ue64thirim1nukt8u8v6r6i_qzoe

Obs: esta é uma pequena parte da minha galera em uma das nossas muitas aulas vagas. Tantos papos sem fundamento, altas risadas. Sinto falta dessa época.

Obs nº 2: sou a garota que está fazendo o sinal típicos do Headbangers. METAL!

Sabe aquelas vezes em que quando você vê uma pessoa pela primeira vez em toda a sua vida e do nada pega uma simpatia danada por ela?

Pois é, isto aconteceu comigo ontem à noite, voltando da Faculdade. Do nada, nós nos vimos e logo começamos a conversar de Deus e o mundo. Ela é nova na van e assim, espero ansiosamente para reencontrá-la. (Não pensem com malícia. É amizade à primeira vista. E isso pode acontecer com qualquer um. Se você sentir o que eu senti por essa pessoa, me procure.)

Ela atualmente é acadêmica do curso de Farmácia, e contou-me um fato curioso de que quando se é cortado o rabo de uma lagartixa, o mesmo se regenera. Rimos feitos condenadas quando quis saber se quando cortamos a cabeça da mesma, ela se regenerava.

Ela simplesmente me respondeu:

– Ela morre, ué!

Meu irmão certo dia me disse que no momento em que o seu gênio bate com o da outra pessoa, isso significa que em outra vida vocês foram grandes amigos. Ou até algo mais.

Mas vale lembrar que fazer novos amigos é sempre uma ótima experiência. E o mais importante é você conservar as antigas amizades.

Renata e Roberta, esse poste foi feito em ambas suas magníficas pessoas! Amo-as do fundo do meu coração!

Posted in Cotidiano | Leave a Comment »

Carlton Banks Dançando na Oprah

Posted by janacastanha89 em abril 3, 2009

Quem não se recorda do seriado de Tv “Um Maluco no Pedaço”?

[…] Will Smith é um garoto esperto da periferia de Filadélfia, se metendo em brigas, falando gírias, fã do basquetebol e do rap. Um dia ele é mandado por sua mãe a morar em uma mansão no rico e luxuoso bairro de Bel-Air em Los Angeles, com a família Banks. A família tenta transformá-lo em um garoto civilizado, mas ele tem outros planos.

Vivendo como um garoto de rua numa rica mansão, geram as mais divertidas confusões […]

Fonte: Wikipédia

Mas vamos esquecer toda essa explicação; afinal o poste é em homenagem ao Carlton com os seus passos inesquecíveis de dança.

Confira um dos muitos vídeos que eu selecionei. É risada garantida.

Posted in Vídeos engraçados | Leave a Comment »

Abertura do desenho “A Princesa Sissi”

Posted by janacastanha89 em março 29, 2009

De todas as aberturas de desenhos postadas aqui, essa, de longe, foi a que mais me emocionou.

A Sissi dançando com o princípe me fazia flutuar e querer estar no lugar dela, com seu vestido estonteante. Obviamente, nunca fui com a cara da mãe do mocinho, já que a mesma sempre montava um plano para que os separassem.

Admito; tenho memória de elefante. E se bem me lembro, a abertura deste desenho era em português. Mas eu não sei o por quê, mas quando a vi na versão em inglês, todos os episódios voltaram à tona em minha mente.

Um usuário do Youtube tinha postado um comentário, e que nele trazia a música da abertura. Acompanhe-a abaixo:

“Why shouldnt we be together
Embrace the right the right to believe
If we could love each other
Way that we like no fortune no fate

No days and nights
And only your memories feels my dreams
I know you´re close and i´ll do the same

Nobody else will take you away
Nobody else will love you this way
Nobody else will take you away…”

“A Princessa Sissi” foi uma série canadiana/francesa. É baseada na história da imperatriz austríaca Elisabeth e foi produzida pela Saban. A produção ocorreu 96/97 e é constituída por 52 episódios. “Sissi” foi escrita por François-Emmanuel Porche e realizada por Bruno Bianchi e Richard Pare.

Posted in Aberturas inesquecíveis | 73 Comments »

Feliz Dia Internacional da Mulher!

Posted by janacastanha89 em março 8, 2009

O Dia Internacional da Mulher é celebrado a 8 de Março. É um dia comemorativo para a celebração dos feitos económicos, políticos e sociais alcançados pela mulher.

A idéia da existência de um dia internacional da mulher foi inicialmente proposta na virada do século XX, durante o rápido processo de industrialização e expansão económica que levou aos protestos sobre as condições de trabalho. As mulheres empregadas em fábricas de vestuário e indústria têxtil foram protagonistas de um desses protestos em 8 de Março de 1857 em Nova Iorque, em que protestavam sobre as más condições de trabalho e reduzidos salários […]

[…] Segundo esta versão, 129 trabalhadoras durante um protesto teriam sido trancadas e queimadas vivas […]

Muitos outros protestos se seguiram nos anos seguintes ao episódio de 8 de Março, destacando-se um outro em 1908, onde 15.000 mulheres marcharam sobre a cidade de Nova Iorque exigindo a redução de horário, melhores salários, e o direito ao voto. Assim, o primeiro Dia Internacional da Mulher observou-se a 28 de Fevereiro de 1909 nos Estados Unidos da América após uma declaração do Partido Socialista da América. Em 1910, a primeira conferência internacional sobre a mulher ocorreu em Copenhaga, dirigida pela Internacional Socialista, e o Dia Internacional da Mulher foi estabelecido. No ano seguinte, esse dia foi celebrado por mais de um milhão de pessoas na Áustria, Dinamarca, Alemanha e Suíça, no dia 19 de Março. No entanto, logo depois, um incêndio na fábrica da Triangle Shirtwaist mataria 140 costureiras; o número elevado de mortes foi atribuído às más condições de segurança do edifício. Além disto, ocorreram também manifestações pela Paz em toda a Europa nas vésperas da Primeira Guerra Mundial.

No Ocidente, o Dia Internacional da Mulher foi comemorado durante as décadas de 1910 e 1920, mas esmoreceu. Foi revitalizado pelo feminismo na década de 1960. Em 1975, designado como o Ano Internacional da Mulher, a Organização das Nações Unidas começou a patrocinar o Dia Internacional da Mulher.

Fonte: Wikipedia

Obs: Convenhamos, depois de tudo o que estas mulheres sofreram para que hoje você, mulher, pudesse se expressar com mais liberdade, era o mínimo que podiam fazer.

A mulher do século XXI além de trabalhar fora, cuidar da casa, do marido e dos filhos, ao menos devia ter um tempinho que seja para si mesma.

Hoje é o seu dia, minha amiga. Bote os pés para cima, relaxe, porque a Rainha é você!

Feliz Dia Internacional da Mulher à todas as mulheres do globo terrestre!

Posted in Cotidiano | 1 Comment »

Leandro Hassum – Na-ve-guei

Posted by janacastanha89 em fevereiro 21, 2009

Já que estamos em clima de Carnaval, nada como postar um vídeo do gênero.

Um vídeo capaz de esclarecer as nossas dúvidas quanto ao enredo dos puxadores de escola de samba.

Já perceberam que os puxadores de escola de samba acham que o público é ignorante à respeito de seu ritmo carnavesco? Como por exemplo quando a Glô Beleza sempre aparece na vinheta de Carnaval, toda pintada e sacudindo o esqueleto. A música começa assim: “Lá vou eu; Lá-vou-eu”. Notaram?

Poxa, eu já entendi o que o homem quis dizer. Não é necessário repetir.

E por mais que digam que eu devia me orgulhar da minha cultura, que o Carnaval é o ritmo brasileiro, eu sim, digo que muitas coisas que existem aqui no nosso Brasilzão são sinônimos de vergonha e desrespeitam àqueles que ainda têm um pouco de bom senso e não se deixam levar pela moda atual.

Músicas que falam dos verdadeiros sentimentos foram esquecidas, por serem intituladas como bregas ou cafonas.

Obs: Eu odeio o Carnaval! Ver aquelas mulheres dançando em cima dos carros alegóricos quase nuas é o fim do mundo. Ah, sem contar no concurso para decidir qual é a Escola campeã. Demora um tempão para tal feito, e eu não tenho a mínima paciência para acompanhar. O Carnaval de antigamente… Esse sim era muito mais divertido e comportado. Todo mundo se respeitava, e a vizinhança curtia a data na maior alegria.

Posted in Cotidiano | Leave a Comment »

Parabéns para mim!

Posted by janacastanha89 em janeiro 17, 2009

Exatamente hoje, às 12h00min completarei 20 anos de vida! Até agora mal estou acreditando! (Já completei mesmo! É que eu gosto de dizer que aniversario bem na hora do almoço. Vai ver é por isso que gosto tanto de almoçar.)

Sempre na véspera do aniversário de mim ou de um dos meus dois irmãos, minha mãe se nostalgia:

– A essas horas eu estava com um barrigão,  e no dia seguinte você nascia, minha preta verdadeira! (É um apelido que minha mãe me deu, porque eu sou ligeiramente mais escura que ela, mas não fico atrás não! hehehe)

Duas décadas de existência, dez anos mais dez… Vinte anos. Nossa, terei que me acostumar de que daqui para frente, nem adolescente sou mais. Mas o que ficaram para trás foram momentos maravilhosos, dos quais me recordarei com um grande sorriso no rosto. Vou sentir falta do tempo em que tudo os meus pais intercediam por mim. Do tempo em que eu curtia mil e uma brincadeiras com meus amigos no colegial. Daquele passeio doido  que demos para nos despedir da escola, para que depois cada um seguisse seu caminho.

Aquele dia, digamos de passagem, ficou na história. Pelo menos na minha.

Bom, agora não adianta mais viver de passado. Quem vive de passado é Museu. Daqui para frente, serei uma Janaína mais madura, mas centrada em minha carreira de administradora de empresas. E que se Deus quiser, irei exercer meu cargo com a mesma competência que eu tinha (E ainda tenho) de contagiar a todos a minha volta com meu riso, minha alegria e minhas piadas.

Feliz aniversário a mim mesma!

Posted in Cotidiano | Leave a Comment »

Abertura do desenho “Dennis, o Pimentinha”

Posted by janacastanha89 em dezembro 7, 2008

“Olá, senhor Wilson!” ,  “Como vai, senhor Wilson?”

Que não se lembra das frases mais conhecidas do encapetado Dennis Mitchel, que inocentemente tirava seu vizinho do sério? E o pobre do Sr. Wilson sempre tinha que arcar com as conseqüências.

Diversos são os episódios que me fazem lembrar deste desenho com um olhar nostálgico. Um em especial é quando Dennis e seus amigos acabam por se perdendo em uma espécie de parque onde haviam um monte de piratas e bandidos que corriam atrás deles! E no final, os homens que pareciam maus eram atores que somente estavam cumprindo o seu trabalho, que era trazer mais turistas ao lugar.

Um que é também muito interessante mostra o dia em que a casa do senhor Wilson é levada embora por um caminhão! Sim, com móveis e tudo dentro! hehehe O melhor foi o baita do espaço que ficou com o vazio do imóvel. Só sobrou o terreno!

Dennis, o Pimentinha foi um foi um desenho animado norte-americano produzido na década de 1990 pela Dic Enterteniment, baseado na tira de quadrinhos de Hank Ketcham. Foi exibido nos Estados Unidos por The Program Exchange e mais tarde pela CBS. No Brasil foi exibido pelo SBT.

Posted in Aberturas inesquecíveis | 5 Comments »

Feliz aniversário, pai!

Posted by janacastanha89 em novembro 29, 2008

digitalizar00012

Obs: meu pai em sua melhor forma nos anos 80!

Uma singela homenagem a este homem que tanto admiro e do qual tenho o orgulho de chamar de “pai”.

O que gosto no seu Edisio é o espírito guerreiro: sempre corre atrás de seus sonhos e quando insiste com uma coisa, não tem ninguém que o faça mudar de idéia!

Às vezes é esquentado… Mas mesmo assim o amo por demais! Eu vivo dizendo que eu sou “O filho homem que meu pai nunca teve”. Afinal, quando mais nova, eu torcia com ele para o Santos. Sempre acompanhávamos os jogos pela Tv, vibrávamos quando o time fazia gol, xingávamos o juíz quando ele não apitava corretamente a falta que o o outro jogador fez em cima do nosso santista… Tudo isso veio a desaparecer no instante em que o Santos perdeu para o Corinthians a vaga para uma final. (nem me lembro para o que é que era)

Me senti triste, desmotivada, e deixei para lá. Tem vezes em que eu me sento com ele quando o Santos vai jogar. E, não querendo me cabar, o time ganhava! Chegou até a ser campeão, o danado!

Aí então eu parei de vez de sentar com meu pai quando o time dele entrava em campo. Resultado: o Santos tá mais pra lá do que pra cá. rs

As histórias que ele não se cansa de contar sobre os tempos de quando ele era garoto me fazem imaginar a situação… (*Janaína pensativa*)

O belo nariz, a voz estonteante, um sinal no pé esquerdo, (que ele tem um igual nas costas) as covinhas na bochecha e queixo… Vieram deste magnífico homem!

Aliás, o sinal no meu pé em questão é uma prova de que sou mesmo filha do meu pai, e de que minha mãe é fiel! hehehe (meus outros irmãos também tem o sinal dele)

Feliz aniversário, pai! Obrigado por fazer parte da minha vida!

Posted in Cotidiano | 1 Comment »

Vizinhos barulhentos

Posted by janacastanha89 em novembro 16, 2008

insonia

Eu não saberia distinguir em qual categoria eu iria colocar esta postagem: “Cotidiano” ou “Música”?

Mas devido a uma forte razão, optei em organizar como “Música”.

Ontem à noite uns vizinhos meus estavam, se não me engano, comemorando o aniversário de alguém. Eles ficaram até tarde falando praticamente aos gritos, o que dificultou na hora de dormir.

Nessas e outras, um grupo de homens que pude identificar pelas vozes graves, ficaram cantando aquela famosa música de capoeira:

“- Paranauê, paranauê, paraná…”

Eles somente cantavam essa parte da melodia, com uma alegria danada (Acho que por causa da bebida) e depois as vozes ao longe sumiam. Depois, o que eu pensava que já tinha acabado, lá vem eles novamante a cantar a mesma coisa:

“- Paranauê, paranauê, paraná…”

Logo após este belo enredo, não é que colocaram para tocar a música da periquita? Pronto, agora é que eu não iria conseguir pregar os olhos.

Me deu vontade de gritar:

“- Quebra direita, quebra

Quebra a direita, quebra…” (É uma outra música de capoeira)

Custava respeitar os outros, que tentavam a todo custo descansar depois de um dia longo e proveitoso, como o sábado?

Posted in Música | 1 Comment »

Paulo Leminski – Razão de Ser

Posted by janacastanha89 em novembro 4, 2008

Um dia eu estava voltando do médico com a minha mãe, e quando eu me sentei no ônibus, vi que na janela estava um poema de Paulo Leminski. Achei-o tão bonito que senti de postar aqui.

Razão de Ser

Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso,
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece,
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?

Posted in Poemas | Leave a Comment »